COMEC

Notícias em Destaque

04/10/2017

Radar monitorará sistema meteorológico da RMC

O radar meteorológico Banda X, cedido pela empresa Japan Radio Company (JRC), já foi embarcado no Japão e deve chegar ao Paraná no final de outubro. A previsão é que ele esteja em operação em janeiro de 2018. O equipamento monitorará o sistema meteorológico da Região Metropolitana de Curitiba para prevenção de desastres naturais. O equipamento foi cedido pela empresa através de uma parceria com a Agência de Cooperação Internacional do Japão (Jica) e não terá custos para o estado.
No dia 02 de outubro o governador Beto Richa recebeu os executivos da JRC e lembrou que o Paraná já possui dois radares de grande porte instalados em Teixeira Soares, no Centro-Sul do Estado, e em Cascavel, na região Oeste. “Este novo equipamento, de curto alcance, específico para centros urbanos, vai melhorar o tempo de resposta do Sistema de Monitoramento e Previsão Hidrométrica do Estado”, disse ele. “O radar de alta precisão vai se somar aos investimentos e ações do governo e contribuir para que estejamos cada vez mais preparados para proteger os paranaenses de todas as regiões”, afirmou.
PIONEIRO – Participaram do encontro com o governador o diretor executivo da JRC, Kensuke Ohnuma; o presidente da empresa no Brasil, Masaru Saito, e o auditor JRC no Japão, Junichiro Kimura, e o chefe da Casa Militar do Governo do Paraná, coronel Élio de Oliveira Manuel. No encontro, Ohnuma salientou que o Paraná tem trabalhado para se tornar pioneiro no sistema de prevenção de desastres. “Os esforços para firmar parcerias internacionais demonstram o interesse do governo em avançar na área”, disse.
ALERTAS - Segundo o coordenador executivo da Coordenadoria de Proteção e Defesa Civil do Paraná, tenente-coronel Edenilson de Barros, o radar será instalado e operado na sede do Simepar, que encaminhará as informações à Defesa Civil, responsável por monitorar as condições e, caso necessário enviar os alertas, aos municípios.
“Trabalhamos de forma integrada ao Simepar e este equipamento vai ajudar no monitoramento e na emissão de alertas precoces de eventos severos”, disse. “A qualidade da resposta é o grande diferencial”, completou.
DESLIZAMENTOS - Além do apoio geral em monitoramento, o radar será utilizado como modelo de previsão de deslizamento para o município de almirante Tamandaré. Este modelo permitirá a emissão de alertas precoces do risco de deslizamento em situações críticas. “É a primeira vez que vamos usar o radar como sensor principal para alerta de deslizamento”, disse o engenheiro da JRC no Brasil, Rodrigo Vidal.
BOX
Programa de Fortalecimento de Gestão de Risco de Desastre
A instalação do radar meteorológico Banda X faz parte do programa de Fortalecimento de Gestão de Risco de Desastre no Paraná. O programa é coordenado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, em conjunto com o Simepar, Defesa Civil, Instituto das Águas do Paraná e Instituto de Terras, Cartografia e Geociências do Paraná (ITCG).
Ele abrange três áreas: fortalecimento da infraestrutura de prevenção, investimento em conhecimento e a articulação institucional.
Desde 2011, o Governo do Estado investiu R$ 100 milhões para prevenção de desastres, R$ 10 milhões foram destinados para a instalação de um radar no município de Cascavel, que permite identificar as tempestades severas e quantificar a chuva em todo o Oeste do Estado.
Também foi criado o Centro Estadual de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cegerd), que reúne informações de diversos órgãos para emitir alerta de desastres aos municípios e faz a gestão em caso de eventos climáticos. Além disso, foram adquiridos 30 veículos, 160 kits de salvamento em águas rápidas e 192 conjuntos para busca e resgate em situações como desabamentos, deslizamentos, incêndios, furacões e vendavais.
O Paraná também se tornou o primeiro e único estado brasileiro em que 100% dos municípios têm um Plano Municipal de Contingência de Proteção e Defesa Civil.

Fonte: AENoticias

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.