COMEC

Notícias

03/08/2017

Agroecologia avança na Região Metropolitana de Curitiba

O Centro Paranaense de Referência em Agroecologia (CPRA), empresa vinculada à Secretaria da agricultura e Abastecimento, está comemorando os resultados obtidos com a parceria estabelecida com a Secretaria de Tecnologia e Ensino Superior (Seti). Nos últimos dois anos, o trabalho conjunto permitiu o avanço da olericultura orgânica na Região Metropolitana de Curitiba (RMC) e o início de atividades como a produção de leite orgânico e, recentemente, de ovos orgânicos.
“Ainda temos dificuldades na consolidação da produção agroecológica devido aos desafios da comercialização, que exige escala de produção, mas estamos enfrentando esses desafios para ajudar os produtores a se estabelecerem e terem renda com a atividade”, disse o diretor do CPRA, Marcio Miranda.
Para o diretor-presidente do CPRA, João Carlos Zandoná, a produção de alimentos orgânicos gera qualidade de vida, preserva o meio ambiente e permite aos produtores obterem renda na propriedade. O trabalho de orientação, cursos e organização dos produtores conta com a ajuda do Instituto Emater.
Com o sucesso dessa parceria com o CPRA, a Seti está acenando com a possibilidade de renovar essa aliança por mais 24 meses. O diretor-geral da secretaria, Decio Sperandio disse que a pasta tem a agroecologia como estratégia e a intenção é continuar com o projeto.
Essa parceria permite repasses de aproximadamente R$ 300 mil por ano para o CPRA manter os bolsistas que trabalham no projeto Redes de Propriedades de Referência em Agroecologia, que funciona em 21 propriedades distribuídas na RMC.
PRODUTORES - A Região Metropolitana de Curitiba tem cerca de 15 mil produtores rurais, dos quais cerca de mil deles praticam a agricultura ecológica. Trata-se de uma região responsável por 42% das hortaliças produzidas no Paraná e a meta é expandir a produção de alimentos orgânicos para os 29 municípios da Grande Curitiba
Segundo o secretário estadual de Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara, o mercado de alimentos orgânicos está em expansão, seja pela maior consciência do consumidor ou pela exposição na mídia. “Vale a pena que os produtores invistam nesta modalidade. Só em Curitiba, já são 15 feiras de alimentos orgânicos distribuídas na cidade com grande demanda por esses produtos”, afirmou.

Fonte: AENoticias

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.